COMO FOI O SHOW DO ED SHEERAN


Dia 25 de Maio de 2017, show do Ed Sheeran no Rio de Janeiro. Abertura dos portões estava marcada para 18:30h e o início do show para 21:30h. Às 15h da tarde eu cheguei, e esperei seis horas para começar o que seria o espetáculo de um homem só. O show de abertura foi de um tal Antonio Lulic, um cantor inglês/latino amigo do Ed. Não esperava nada dele, mas a simpatia e o talento conquistou o público. O cara tem uma voz incrível e também abriu os shows do Ed em 2015. Quando finalmente, apagaram-se as luzes da Arena o público veio a loucura, gritamos como se não houvesse amanhã. E quando o Edinho entrou? Meu coração disparou e achei que algumas pessoas fossem desmaiar.

O show foi simplesmente incrível! A energia da plateia, as músicas, as luzes, tudo. A plateia foi muito fiel, e estava com todas as músicas na ponta da língua. O Ed até chegou a dizer que éramos “louder”, disse que estava ansioso pelo show no Rio porque sabia que a gente fazia bastante barulho, e que estávamos passando uma vibe muito boa!

Sozinho no palco, Ed demonstrou seu talento e carisma. Fez separação de vozes com o público, mandou pularmos, gritarmos, cantarmos com todo folego, pulou no palco, trocou de roupa, sentou no palco, fez rap e piadas.

Se eu já era apaixonada por Ed Sheeran antes, agora então, meus amigos, é amor de verdade!

Não há quem tenha saído daquele show sem estar nas nuvens. Como um ruivinho, pode conquistar tanta gente com suas canções e trazer uma energia tão boa? Mesmo que você não seja fã de canções românticas, sem dúvida nenhuma, o carisma e talento do Ed vão te conquistar.


A primeira música que ele cantou foi Castle on the hill, seguida de Eraser. Na terceira música Ed disse: essa é uma das músicas mais antigas: The A Team. Depois foi a vez de Don’t e New Man. Depois ele cantou Dive, Boodstream, Happier e Galway Girl. Ed também fez cover de Feeling Good e seguiu com I See Fire que fez o público ir a loucura. Nessa música teve um momento que Ed deixou o público cantar sozinho e foi lindo demais! 
E aí, chegou um dos melhores momentos do show pra mim: Give me love ❤ 
Essa música não estava na setlist do show, mas como a plateia de Curitiba pediu, acredito que ele viu como essa música é importante para seus fãs brasileiros e resolveu cantar no Rio.
Depois foi a vez de Photograph (uma das minhas músicas favoritas), Perfect e Nancy Mulligan. Finalizando com Thinking Out Loud e Sing. Então, Ed saiu do palco, mas eu já sabia, ele tinha que voltar, afinal, não tinha cantado Shape of you e nem vestido a camisa do Brasil. Dito e feito! Ele voltou pra cantar Shape Of You e You Need Me, I Don’t Need You com a camisa do Brasil e foi simplesmente incrível! Ele pegou uma bandeira do Brasil, agitou a galera e se despediu.

E eu? Voltei pra casa em êxtase, após ter vivido um dos melhores dias da minha vida!
Obrigada, sir Ed Sheeran. O Br te ama, volte sempre (:


No final do show encontre a Iza, e pedi foto, é claro!


Sem dúvida, esse foi um dos melhores dias da minha vida!
E você? Deixa aí nos comentários um momento marcante que você viveu esse ano, beijos (:




Tecnologia do Blogger.